Operação conjunta da PMPI e PC prende suspeito de tráfico de droga em Paulistana

No início da noite desta quinta-feira, por volta das 19h30min, foi preso em flagrante o nacional EMERSON GOMES DA SILVA, natural de Paulistana, 31 anos, mecânico, por tráfico de drogas, no momento em que realizava a venda de uma porção de substância de cocaína aos nacionais EDEN CLEY DE CARVALHO E SILVA, 30 anos, natural de Simões, e VALDIR DE CARVALHO SOUSA, de 49 anos, natural de Caridade do Piuaí-PI.


O fato ocorreu após uma denúncia anônima efetuada via telefone 190 em torno das 16h30min, no qual “dois indivíduos com numa motocicleta ‘cara de gato’ vermelha, sendo um de óculos e jaqueta preta e outro mais velho, trajando bermudas e boné” estariam na cidade de Paulistana à procura de drogas.

Em razão da denúncia, o Comandante da Unidade, Major Felipe, determinou à guarnição de serviço da Força Tática, comandada pelo cabo Gilvan, que diligenciassem a fim de tentar localizar os referidos indivíduos e efetuassem abordagem e revista pessoal para averiguação da veracidade da denúncia recebida via 190.

Após várias rondas, a viatura da Força Tática, em torno de 19h00min deparou-se com os referidos denunciados efetuando a compra da droga, com a pessoa de EMERSON, nas imediações uma casa em construção no bairro São Francisco em Paulistana, momento em que os policiais deram-lhe voz de prisão. EMERSON encontrava-se ainda com um menor, que, segundo EDEN e VALDIR foi quem lhes entregou drogas a mando de EMERSON em oportunidades de compra anterior. Nesse momento, foi acionado pelo Comandante de Batalhão, o Delegado Regional, CÍCERO, que dirigiu-se até o local com sua equipe a fim de ajudar nas diligências.

Na presença do Delegado e equipe, o menor indicou ainda que havia mais droga escondida dentro de um bloco de tijolos em outra das três construções inacabadas de EMERSON no local.

Fato que chamou a atenção dos policiais foi o patrimônio incompatível de EMERSON, mecânico empregado de uma conhecida autopeças da cidade, com três casas em construção e um residência sofisticada, isso somente num raio de menos de 500 metros do local do flagrante.

Outro fato apontado pelos usuários/compradores foi de que EMERSON seria hoje uma referência no tráfico da região por possuir um suporte para vendas de porções maiores de drogas, transacionando preferencialmente porções de cocaína que oscilam entre R$ 250,00 a 500,00.

De posse, das duas porções de droga e dos envolvidos, foram todos conduzidos à 12ª DRPC para providências de praxe.

 

 

Fonte:Polícia Militar de Paulistana