Operação da PF prende casal suspeito de desviar R$ 2 milhões do INSS

Atualizada às 9h22

A Polícia Federal no Piauí  deflagrou a operação “Viúvo Negro” contra fraude previdenciária na manhã desta terca-feira ( 21). Equipes cumprem mandados judiciais em Teresina. Um dos alvos é um escritório de contabilidade  na rua Professor Alceu Brandão, bairro Monte Castelo, na zona Sul.

A movimentação de policiais também é intensa residências próximas ao escritório e que pertenceriam à mesma família. O proprietário do escritório de contabilidade e a mulher dele foram presos preventivamente.  A operação é coordenada pelo delegado Lucimar Sobral.

O casal preso na operação Viúvo Negro foi identificado como Elber Oliveira e Elizana Oliveira. Os dois teriam lucrado cerca de R$ 2 milhões com fraude previdenciária. Por volta das 9h20, marido e mulher foram levados para a sede da PF no Piauí. Os dois saíram com os rostos cobertos e não falaram com a imprensa.

“Só tive acesso ao mandado de busca e apreensão. Vou saber qual a imputação criminosa aos meus clientes lá na PF onde  serão ouvidos”, disse Luis Alberto, advogado do casal.

Aguarde mais informações

  • 6f447f57-14a6-4dbd-81a6-24b8f0c415bd.jpgGraciane Sousa
  • 9a7299ca-971f-433d-8c8f-1216566d815d.jpgGraciane Sousa
  • 9d6549f6-257d-4175-8ca8-0617b3cac298.jpgGraciane Sousa
  • 674a448c-4fa2-41d6-857e-37929d57cfc0.jpgGraciane Sousa
  • b79c575c-48fe-4bf4-9aae-db5f75d73392.jpgGraciane Sousa
  • cea8a06b-d47f-4c3e-ac77-c1258c2e1ec3.jpgGraciane Sousa
  • 1.jpgGraciane Sousa
  • 2.jpgGraciane Sousa

 

 


Fonte: Graciane Sousa / CidadeVerde

Compartilhar:

Por: Júnior Oliveira

Diretor Geral