22.9 C
Piauí
20 de agosto de 2022
Cidades em Foco
GeralPolítica

PDT e PT tem primeiro embate e TSE determina retirada de vídeos de Lula no Piauí

Lula no Piauí - Foto: Renato Andrade/ Cidadeverde.com

A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Maria Claudia Bucchianeri, determinou nesta sexta-feira (5) a remoção de vídeos em que o ex-presidente Lula aparece pedindo votos para os candidatos do PT em Teresina.

Veja aqui decisão do TSE

A ação foi impetrada em Brasília pelo PDT, partido do presidenciável Ciro Gomes. É o primeiro embate eleitoral entre Lula e Ciro. A ação alega que o ex-presidente fez propaganda eleitoral antecipada.

Em evento na quarta-feira (3) em Teresina, Lula pediu votos para o candidato do PT ao governo do estado, Rafael Fonteles (PT) e para o ex-governador Wellington Dias (PT), candidato ao Senado Federal.

Na petição, o PDT, é representado pelos advogados Walber de Moura Agra, Alisson Lucena e Ana Caroline Leitão.
Segundo informação do PDT, o evento foi noticiado nas redes sociais do ex-presidente e a transmissão teve mais de 166 mil visualizações.

A legenda ressaltou que o artigo 3º-A da Resolução TSE 23.610/2019 determina que será considerada propaganda antecipada passível de multa aquela divulgada antes do início do período eleitora, que começa no próximo dia 16.

Liminarmente, o PDT pediu a imediata remoção dos referidos conteúdos das redes sociais. No mérito, requereu a remoção definitiva do conteúdo questionado e a aplicação da multa prevista no artigo 36, parágrafo 3º, da Lei nº 9.504/1997, em patamar máximo.

“Esse meu entendimento deriva não apenas da constatação de que a maximização do espaço de livre mercado de ideias políticas e a ampla liberdade discursiva na fase da pré-campanha são fatores que catalisam a competitividade da disputa e que estimulam a renovação política e a vivacidade democrática. Em verdade, essa minha compreensão minimalista também decorre, em especial e sobretudo, da Lei Eleitoral”, ressaltou na decisão.

A despeito da concessão da medida liminar para a remoção do conteúdo, a ministra destacou que será permitida a republicação do material, desde que excluído da publicação o trecho em que o pré-candidato Luiz Inácio Lula da Silva pede explicitamente votos a eleitoras e eleitores.

O advogado Walber Agra falou ao portal Cidadeverde.com e disse que a decisão do TSE já vale a partir de hoje. Segundo ele, a coligação terá que retirar os vídeos nas redes sociais.

(Com informações do TSE)

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais