22.7 C
Piauí
24 de maio de 2019
Cidades em Foco
Economia Geral

Petrobras anuncia alta de 2,5% no preço do diesel

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (3) aumento médio de 2,5% no preço do diesel vendido em suas refinarias. A empresa elevou também os preços do gás de cozinha vendido em botijões de 13 quilos, mais usados nas residências. O reajuste no preço do diesel ocorre 15 dias após a última alta, de 4,8%, respeitando o prazo mínimo definido pela política de preços da estatal.

A partir deste sábado (4), o diesel será vendido pelas refinarias da empresa, em média, a R$ 2,3047, por litro, alta de R$ 0,0577 com relação ao valor vigente até esta sexta. Não houve alteração no preço da gasolina. É o segundo aumento no preço do diesel desde que a empresa suspendeu elevação de 5,7%, anunciada no dia 11 de abril, em razão de riscos de nova paralisação dos caminhoneiros. O recuo se deu após telefone do presidente Jair Bolsonaro ao presidente da estatal, Roberto Castello Branco.

A suspensão do reajuste levantou temores sobre intervenção do governo na gestão da Petrobras, derrubando o valor das ações da empresa. No pregão do dia seguinte, a companhia perdeu R$ 32 bilhões em valor de mercado. Nas negociações com os caminhoneiros para debelar o movimento de paralisação, o governo se comprometeu a aumentar a fiscalização nas rodovias sobre a tabela do frete e a reajustar os valores de acordo com a variação do preços do diesel.

Nesta semana, a tabela foi atualizada, após a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) afirmar que houve aumento superior a 10% nos preços nos postos.  Além de anunciar o reajuste no diesel, a Petrobras aumentou o preço do gás de cozinha vendido em botijões de 13 quilos, o mais comum no país. A alta foi de 3,4%. A partir deste sábado, o combustível será vendido pelas refinarias da Petrobras a R$ 26,20 cada 13 quilos -o preço é livre nas revendas.

Esse produto é reajustado pela Petrobras a cada três meses. Já o óleo diesel tem reajustes num prazo mínimo de 15 dias. A gasolina, que subiu três vezes em abril, tem reajustes, no máximo, a cada 15 dias. Os repasses ao consumidor dependem de fatores como impostos e margens de distribuidoras e postos. O preço de venda da Petrobras corresponde a 56% do preço final de venda do diesel. No botijão de gás, são 34%.

O aumento no preço do diesel acompanha a alta do petróleo do mercado externo.
Desde o início do ano, o barril do tipo Brent, referência internacional, acumula alta de 31%.
O petróleo encerrou 2018 cotado a US$ 54,18 e terminou esta sexta-feira a US$ 70,85.

Fonte: Folha Press

Notícias relacionadas

Ex-prefeitos de cidades do Piauí devem R$ 6 milhões em multas

Junior Oliveira

Assis Carvalho nega ida de Marcelo Castro para a Secretaria de Saúde

Junior Oliveira

Tragédia em Brumadinho: já são 58 mortos e 305 desaparecidos

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais