23.3 C
Piauí
6 de dezembro de 2022
Cidades em Foco
GeralPolícia

PF e PM fazem balanço e registram crimes eleitorais no Piauí

No pleito eleitoral realizado no domingo (2) no Piauí, foram registradas ocorrências relacionadas a boca de urna, transporte ilegal de eleitores, sigilo da votação com uma pessoa flagrada tirando uma selfie na urna, entre outras ocorrências.

A Polícia Federal no Piauí (PF-PI)  informou que registrou 5 ocorrências durante a votação. Desde o início do período eleitoral já foram registrados 12 procedimentos, informou a PF no seu balanço de atuação em relação ao primeiro turno.

Entre as cinco ocorrências registradas no domingo, está um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de propaganda eleitoral, mais conhecido como boca de urna, no município de Corrente. Também foi instaurado um inquérito policial referente ao transporte ilegal de eleitores no município de Bom Jesus.

A PF ainda instaurou dois inquéritos sobre violação do sigilo de voto, que foram registrados em São Raimundo Nonato e em Picos. A polícia também apura suposto crime de coação para votar, ocorrido na cidade de Piripiri.

Outros 7 procedimentos também foram instaurados pela PF, desde o início do período eleitoral, em agosto deste ano, onde foram apreendidos mais de R$ 480 mil e conduzida uma pessoa, além do cumprimento de dez mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Eleitoral.

Para a Operação Eleições 2022, cerca de 140 policiais participaram, em 11 cidades: Teresina, Parnaíba, Campo Maior, Picos, Bom Jesus, Corrente, São Raimundo Nonato, Uruçuí, Floriano, Piripiri e Esperantina.

“Além das ações preventivas e de polícia judiciária, a Polícia Federal atuou na segurança dos candidatos à Presidência da República e no apoio ao Tribunal Regional Eleitoral na realização dos testes de integridade das urnas eletrônicas e eleição paralela e durante a apuração dos votos”, destacou a PF.

Outras ocorrências

A PM atendeu 7 ocorrências. Teve uma com compra de votos em Caxingó e outra em São José do Piauí, além de transporte irregular de eleitores em Caxingó. Foram ainda registrados dois TCO, um por uma pessoa tirar selfie em cabine de votação e outro por boca de urna em São Miguel do Fidalgo. Também ocorreu um registro de manifestação em Campo Maior.

Já a Polícia Civil registrou um TCO em Oeiras por boca de urna, em São José do Piauí teve uma prisão em flagrante por compra de voto. Em Cabeceiras teve um caso de desordem em seção eleitoral, em Alegrete uma violação por sigilo de voto e em Milton Brandão uma desobediência eleitoral.

Pleito tranquilo

O secretário de Segurança Pública, Rubens Pereira, afirmou que foi um primeiro turno tranquilo e destacou a ação integrada e organização entre os órgãos.

“Muito positiva a avaliação, e isso deriva do planejamento que fizemos, de forma muito antecipada, aos órgãos federais e as guardas municipais, foi suficiente e necessário, mas o apoio logístico resultou no que vimos hoje, onde em alguns locais de votação antecipamos a ida de contingente, de forma que concluímos como sendo um pleito tranquilo. Foi muito mais tranquilo que a nossa expectativa e o mesmo será para o segundo turno”, disse Rubens.

No Piauí, 85 municípios contaram com o auxílio de tropas federais nestas eleições. Ao todo pelo menos 1,5 mil militares foram designados para garantir a segurança nas seções de votação distribuídas pelo estado.

Fonte: Bárbara Rodrigues e Tiago Melo / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais