20 C
Piauí
13 de agosto de 2020
Cidades em Foco
Acauã Betânia do Piauí Campinas do Piauí Caridade do Piauí Conceição do Canindé Curral Novo do Piauí Floresta do Piauí Geral Jacobina do Piauí Jaicós Lagoa do Barro Oeiras Paquetá do Piauí Patos do Piauí Paulistana Picos Queimada Nova Santa Cruz do Piauí Santo Inácio São Francisco de Assis São João do Piauí Simões Simplício Mendes Wall Ferraz

Piauí recebe R$ 208 milhões do socorro aos estados; veja valor por município

Foto: Roberta Aline

Os estados e municípios de todo o país receberam, nesta terça-feira (9), R$ 15,036 bilhões referentes à primeira parcela dos R$ 60 bilhões do auxílio emergencial para combate à crise da covid-19, de que trata a Lei Complementar nº 173, de 27 de maio de 2020. A transferência foi feita pela Secretaria do Tesouro Nacional para as contas dos entes no Banco do Brasil.

O Piauí recebeu R$ 208 milhões, sendo R$ 128 milhões para o Governo do Estado e R$ 79 milhões para dividir entre os 224 municípios. Dos recursos transferidos para o estado, R$ 100,202 milhões são para aplicação livre e R$ 28,344 para ações específicas de saúde e assistência social. Entre os municípios, a maior fatia coube a Teresina – R$ 17.928.972,03 milhões, sendo R$ 19,928 milhões para aplicação livre e R$ 3,131 milhões para a saúde.

O dinheiro é para compensação das perdas de arrecadação decorrentes da crise sanitária e deve ser aplicado em ações de prevenção e combate ao novo coronavírus, conforme prevê o Programa Nacional de Enfrentamento à Covid-19, aprovado no início de maio pelo Congresso Nacional, depois de ampla articulação dos secretários de Fazenda e governadores estaduais.

O secretário de Fazenda do Piauí e presidente do Comsefaz (Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal), Rafael Fonteles, explicou que os recursos do auxílio emergencial, no total de R$ 60 bilhões, serão pagos em quatro parcelas – a segunda, terceira e quarta parcelas sairão nos dias 13 de julho, 12 de agosto e 11 de setembro, respectivamente.

Segundo Rafael, embora essenciais para mitigar a crise por que passam estados e municípios, os recursos são insuficientes para compensar as perdas de arrecadação e para cobrir as despesas adicionais com a covid-19, visto que a queda nas receitas tributárias se revelaram maiores do que as estimativas iniciais. Os estados vão articular novas medidas de auxílio financeiro.

Confira quanto cada município vai receber

Da Redação / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais