27.9 C
Piauí
17 de outubro de 2021
Cidades em Foco
Destaque Geral

Piauí tem 85 cidades com queimadas; chamas chegam a parques nacionais

Foto: Parque Nacional Serra da Capivara

O Piauí está em chamas. Só nos primeiros sete dias do mês de setembro, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) registrou 674 focos de incêndios em 85 cidades do estado. É o quinto maior índice do país, ficando atrás apenas do Acre (998), Mato Grosso (866), Minas Gerais (763) e Amazonas (716).

O município de Pimenteiras, a 252 km ao Sul de Teresina, foi o que registrou mais queimadas de 1º de setembro até ontem, com 68 focos. Em seguida aparece Buriti dos Montes, na divisa com o Ceará, com 47 focos. A região sofre há 15 dias com um incêndio e só agora as chamas foram controladas.

“Estamos com essa linha de fogo sob controle em Buriti dos Montes, na localidade Conceição dos Marreiros. Fizemos uma proteção de 20km para que não atingisse a comunidade e o parque do Cânion. Esse fogo está sob controle e agora estamos apenas monitorando”, disse o Coronel João Costa, comandante de socorro do Corpo de Bombeiros.

Em Milton Brandão, no Norte do Piauí, os focos de incêndio também foram controlados. “Em Milton Brandão, no povoado Bom Princípio, estamos com essa área também controlada”, garante o coronel.

Uruçuí e Canto do Buriti também aparecem na lista das cidades com grande quantidade de incêndios.

Dados: INPE

Unidades de Conservação Federais

Das Unidades de Conservação Federais, a Serra da Ibiapaba é a que mais sofre com as queimadas. Em uma semana foram registrados 36 focos. A reserva Uruçuí-Una, os parques nacionais da Serra das Confusões e Nascentes do Rio Parnaíba, também registram focos de incêndios. Nem o Delta do Parnaíba escapa das chamas, com 4 focos de incêndio nos primeiros dias de setembro.

Serra da Capivara ameaçada

São Raimundo Nonato registra 5 focos de incêndio, muito deles tiveram início nesta terça-feira e chegaram a ameaçar o Parque Nacional da Serra da Capivara. A última informação do secretário Municipal de Meio Ambiente do município, André Landim, é que as chamas seguem sem controle na região. Apesar da gravidade, nenhuma família precisou ser removida. Um carro-pipa auxilia no combate às chamas. O fogo teve início próximo ao assentamento Serra dos Guingos, onde moram cerca de 112 famílias.

Um comunicado postado pelo Parque nas redes sociais informou, no início da tarde, que as chamas que ameaçavam atingir a Serra da Capivara foram controladas. O fogo segue, mas em caminho oposto agora.

O combate ao incêndio começou às 19h de ontem. “A equipe da Brigada do Parque Nacional da Serra da Capivara foi acionada ontem à tarde pela presidente da Associação dos moradores da Serra dos Gringos para conter um incêndio naquela região. Nossa equipe chegou cedo e fez os primeiros reconhecimentos, inclusive com apoio de drone e traçou a estratégia de combate. Os focos estavam muito altos e se espalhando em alta velocidade, contudo fora da área do Parque. Para evitar o alastramento para área norte e chegar no Parque, a equipe iniciou o combate as 19:00h com sopradores, abafadores, bombas costais, pás, enxadas. O nosso carro pipa com moto bomba contendo mangueira de 180 metros e jato de 30 metros”, diz a nota.

Um veículo da empresa Esaero, que atua no aeroporto de São Raimundo Nonato, e carros-pipa da prefeitura também ajudam no combate ao fogo.

“Juntou-se a nós o carro de bombeiro da ESAERO, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a comunidade que disponibilizou carros pipas. Enquanto isso, nossa equipe em Brasília da Coordenação de Prevenção e Combate a Incêndios – COIN monitorava a direção do vento e em tempo real ia nos atualizando. Na madrugada, a área norte do incêndio foi controlada com a barreira feita por nossa equipe e na manhã de hoje foi feito o rescaldo. A nossa equipe está composta por 36 contingentes de brigadistas treinados. O incêndio continua em uma direção oposta ao Parque. No momento, não há riscos de ir na direção do Parque e nem dos museus do Homem Americano e da Natureza, portanto, o patrimônio está protegido”, informa o Parque Serra da Capivara.

Fonte: Hérlon Moraes / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais