35.4 C
Piauí
3 de dezembro de 2021
Cidades em Foco
Destaque Entretenimento Geral

Piauí teve a menor taxa de casamentos do país em 2020, diz IBGE

Casamento / Foto: Cidades em Foco

O Piauí teve a menor taxa de registro legal de casamentos em 2020, com índice de 2,3 pessoas cada a cada 1 mil habitantes. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam que o estado já vinha em ritmo de queda na quantidade de casamentos desde o início da série histórica, em 2013.

Desde 2013, só foi registrado aumento em 2015, sofrendo sucessivas reduções nos anos seguintes. Ainda assim, a maior diminuição foi a registrada entre 2019 e 2020, de -37,3%. A redução média anual, que era de -5,5% até 2019, dobrou em 2020, alcançando o valor de -10% ao ano.

No país, também foi registrada a maior queda no número de casamentos em 2020. A redução foi de 26,1% em comparação ao ano de 2019 e de 28% em relação a 2013. Em média, ocorria redução anual de -0,39% na quantidade de matrimônios legalmente registrados do país até 2019. Com os dados de 2020, a média chegou a -4%.

Em números absolutos, ocorreram 757 mil casamentos em 2020, diante do registro de mais de 1 milhão em todos os anos anteriores. A taxa de nupcialidade legal dá uma dimensão do número de registros de casamentos em relação à população em idade de casar, ou seja, de 15 anos ou mais de idade, permitindo a comparação entre os estados.

No Brasil, para cada 1.000 habitantes em idade de casar, em média, 4,5 pessoas se uniram por meio do casamento legal em 2020. Esse indicador era de 7,2 pessoas para 1.000 habitantes em 2015.

O Piauí e o Amapá apresentaram a menor taxa de nupcialidade legal do país, com 2,3 pessoas em cada 1.000 habitantes efetivando registro de casamento civil em 2020. A unidade da federação com a maior taxa de nupcialidade legal foi Rondônia, com 7,6 pessoas para cada 1.000 habitantes.

Fonte: G1-PI

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais