31 C
Piauí
26 de outubro de 2021
Cidades em Foco
Geral Polícia

Picos: acusado de matar ex com um tiro na cabeça é condenado a 28 anos de prisão

O Tribunal Popular do Júri da Comarca de Picos condenou a 28 anos de reclusão o réu José Adriano dos Santos, acusado de assassinar a sua ex-companheira, Jarnicleide de Holanda Leal, com um tiro na cabeça. O crime ocorreu no povoado Umari na manhã do dia 3 de maio de 2017 e o caso chocou a região.

Segundo a denúncia, José Adriano, na época com 46 anos de idade, não aceitava a separação de sua ex-companheira, Jarnicleide Holanda, de 25, e a matou com um tiro na cabeça disparado com uma espingarda tipo bate bucha.

Após matar a ex-companheira, Adriano dos Santos, que residia na cidade de Bocaina, fugiu. Dois dias depois ele se apresentou à polícia acompanhado de um advogado. Porém, como já havia um mandado de prisão preventiva expedido pela justiça, ele foi preso e encaminhado à Penitenciária Regional José de Deus Barros, onde permanece até hoje.

O JULGAMENTO
Conduzida pela juíza criminal Nilcimar Rodrigues de Araújo, a sessão do Tribunal Popular do Júri foi concluída após 13 horas. O Conselho de Sentença considerou o réu culpado da acusação de homicídio, com incidência de feminicídio e mais três qualificadoras e, ele foi condenado a 28 anos de reclusão em regime fechado.

A juíza Nilcimar Araújo informou que durante os debates, a defesa alegou a tese de homicídio culposo, quando não há intenção de matar, mas foi rejeitada pelo Conselho de Sentença, que aceitou a tese da acusação de homicídio, com incidência de feminicídio, além de outras três qualificadoras. Motivo fútil, meio cruel e dissimulação, com recurso que dificultou a defesa da vítima.

O CRIME
De acordo com o que apurou a Polícia, na época do crime, separada, Jarnicleide Holanda, que era mãe de uma criança, já não residia mais em Picos e estava na cidade apenas a passeio, visitando parentes. Acabou sendo morta com um tiro na cabeça pelo seu ex-companheiro, Adriano dos Santos.

 

Do 180

Vítima do crime
Vítima do crime 

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais