21.9 C
Piauí
23 de outubro de 2019
Cidades em Foco
Geral Polícia

Polícia apreende cartões do Bolsa Família na casa de enfermeiro no Piauí

A Polícia Civil de Guadalupe e Marcos Parente (a 354 km de Teresina) apreendeu nesta quinta-feira (19), mais de dez cartões do Bolsa Família e outros cartões de débito na casa de um enfermeiro concursado de Marcos Parente que é investigado por estelionato. A polícia identificou pelo menos 20 vítimas.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em imóveis do suspeito, que não se encontrava no local. Além dos cartões, os policiais encontraram cheques, promissórias e documentos pessoais de possíveis vítimas.

A polícia apurou que o suspeito realizava empréstimos a terceiros e como garantia se pagamento fazia a retenção dos cartões magnéticos e documentos pessoais das vítimas, promovendo inclusive saques de benefícios sociais.

De acordo com o escrivão da regional de Guadalupe, Igor Leal, não havia mandado de prisão contra o enfermeiro, mas que ele deverá ser intimado para prestar esclarecimentos e depois da análise do material encontrado, o delegado poderá solicitar pela prisão preventiva.

“São cartões de débito, mais de dez do Bolsa Família, promissórias, cheques, que contabiliza mais de 20 vítimas. A maioria de Marcos Parente, mas pode ter de cidades circunvizinhas também”, acrescentou o escrivão.


Polícia Militar de Marcos Parente auxiliou no cumprimento dos mandados 

As investigações iniciaram após uma denúncia anônima no final do mês de julho. “Ele é enfermeiro com pós-graduação, que já foi professor da Uespi e é concursado do município e trabalha no hospital da cidade”, afirmou o escrivão Igor Leal.

 O inquérito é presidido pelo delegado Moises Aragão Linhares, que responde pela Delegacia de Marcos Parente, apura os crimes de estelionato (art 171 CP) e crime contra economia popular (Art. 4° “A” da lei 1.521/51) e de apropriação indébita, além dos crimes previstos nos art. 102 e 104 do Estatuto do Idoso, por apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso e multa por reter o cartão magnético de conta bancária.

As investigações continuam em andamento, não se descartando novos pedidos de prisão e autuação de envolvidos na formação de organização criminosa.

Qualquer denúncia pode ser efetuada através de contato com o número da Delegacia de Guadalupe 89 9 9410 1030 (telefone e whatsapp) ou pelo link (clique aqui).

Fonte: Caroline Oliveira / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais