Preço do botijão de gás faz população cozinhar com carvão em cidade do Piauí

Os altos preços cobrados pelo gás de cozinha, em Campo Maior, fizeram grande parte da população adotar um costume que há muito não se via: cozinhar à lenha. Muita gente tem usado os fornos artesanais (à carvão) como alternativa ao fogão tradicional, que requer o uso do gás, revendido no município por R$ 83,00.

Helena Lima, moradora da Comunidade Alto do Meio, foi uma das inúmeras donas de casa que resolveram economizar  usando o carvão: “Não deixei de comprar o gás de cozinha, mas de vez em quando eu preparo minhas refeições usando um fogareiro que tenho em minha cozinha. Assim, o gás dura mais, e eu não tenho que comprar em curtos intervalos de tempo. Eu já cheguei a comprar um botijão por R$ 88,00”, disse.


Na última sexta-feira (17), foi realizada, na Câmara Municipal de Campo Maior, uma audiência pública para discutir o preço cobrado pelo gás de cozinha. Vereadores, PROCON e representantes de associações buscaram justificativas para o valor elevado e formas de reduzir o preço do produto revendido no município. Os donos de distribuidora, no entanto, não compareceram à audiência.

Fonte: Portal de Olho
Compartilhar:

Por: Júnior Oliveira

Diretor Geral