20 C
Piauí
22 de setembro de 2019
Cidades em Foco
Geral Política

Prefeito de Porto é cassado acusado de irregularidades em desconto de empréstimos consignados

O juiz da Vara Única da Comarca do município de Porto, Ulysses Gonçalves Neto, determinou a cassação do prefeito do município, Dó Bacelar. De acordo com a decisão do magistrado, o gestor é acusado de ter descontado o valor de empréstimo consignado  do contracheque dos servidores da prefeitura, sem repassar o dinheiro para os bancos.

A decisão do juiz diz que os valores descontados e que não foram repassado aos bancos chega a R$ 91.640,29, referentes a 2012. A manobra financeira feita pelo gestor foi interpretada como crime de improbidade administrativa.

Devido a irregularidade no uso do dinheiro, o prefeito foi condenado à perda do mandato político. Ele terá que  pagar multa que corresponde duas vezes o valor do prejuízo causado ao município. E ainda fica proibido de contratar com o poder público por três anos.

No mês de maio de 2018, o prefeito repassou aos bancos o valor de R$ 132.652,50. Segundo o juiz do caso, isso demonstra culpa e comprova que houve desvio na aplicação do dinheiro dos empréstimos comissionados.

Na defesa, o prefeito alegou que no ano citado na denúncia, a prefeitura teve dificuldade de pagar os servidores e com isso não poderia ter feito os descontos apontados. O CidadeVerde.com tentou localizar o prefeito Dó Bacelar, mas não obteve retorno. A reportagem continua aberta a qualquer esclarecimento.

Fonte: CidadeVerde

Notícias relacionadas

Incêndio deixa prejuízos em Geminiano; Veja fotos!

Junior Oliveira

Escalação irregular elimina time do Real Madrid da Copa do Rei

Junior Oliveira

Alerta: Paracetamol possui efeito colateral

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais