27.9 C
Piauí
17 de outubro de 2021
Cidades em Foco
Curral Novo do Piauí Geral

Prefeitura de Curral Novo lança Decreto com novas medidas para conter avanço da Covid

Cidade de Curral Novo do Piauí - Foto: Cidades em Foco

A Prefeitura Municipal de Curral Novo do Piauí com base em medidas já adotadas pelo Governo do Estado do Piauí, publicou um novo decreto com validade de 05 de março à 15 de março de 2021, onde estabelece novas medidas e procedimentos para prevenção e o enfrentamento decorrente da infecção provocada pelo novo coronavírus.

Entre as medidas estão o estabelecimento de horário de funcionamento para o Comércio em Geral que só poderá funcionar até às 17h e os estabelecimentos de alimentação, tais como restaurantes, bares, bar, pizzarias, lojas de conveniências, lanchonetes e afins funcionarão até as 22 horas, sendo vedado o funcionamento no período noturno, após este horário.

Ficam suspensos, todas as atividades econômicas, com exceção dos seguintes serviços considerados essenciais:

  • mercearias, mercadinhos, mercados, supermercados, hipermercados, padarias e produtos alimentícios;
  • farmácias, drogarias, produtos sanitários e de limpeza;
  • oficinas mecânicas e borracharias;
  • lojas de conveniência e de produtos alimentícios, situadas em rodovias e BRs, na zona rural;
  • hotéis, com atendimento exclusivo dos hóspedes;
  • distribuidoras (exclusivamente para recebimento e armazenamento de cargas) e transportadoras;
  • serviços de segurança pública e vigilância;
  • serviços de alimentação preparada e bebidas exclusivamente para sistema de delivery ou drive-thru;
  • serviços de telecomunicação, processamento de dados, call center e imprensa;
  • serviços de urgência e emergências, hospitais, laboratórios, serviços radiodiagnósticos;
  • serviços de saneamento básico, transporte de passageiros, energia elétrica e funerários;
  • agricultura, pecuária e extrativismo
  • atividades religiosas, com público limitado a 30% (trinta por cento) da capacidade de Igrejas e Templos.

As medidas orientadas no Decreto serão fiscalizadas pelos órgãos de saúde competentes, bem como pela Polícia Militar e Civil.

CLIQUE AQUI E VEJA DECRETO NA ÍNTEGRA!

Por Paloma Sene / Estagiária do portal Cidades em Foco

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais