28.1 C
Piauí
25 de março de 2019
Cidades em Foco
Economia Geral

Presidente da Caixa diz que Piauí terá R$ 1 bilhão para habitação este ano

Cumprindo agenda no Piauí nesta sexta-feira (1), o presidente da Caixa, Nelson Antônio Souza, garantiu que o banco fará investimentos no Estado que chegam a R$ 1 bilhão. Os recursos poderão ser usados por pessoa física e jurídica e contemplam principalmente a habitação. Segundo ele, novos empreendimentos poderão sair do papel, além do tradicional financiamento de imóveis usados.

“Será R$ 1 bilhão somente para o Piauí neste ano de 2018. Para pessoa física ou jurídica e vai para habitação, construção de imóveis novos e financiamento de usados”, disse.

Para o presidente, a Caixa possui taxas de juros competitivas o que leva a crer que os recursos serão consumidos rapidamente. “Recentemente reduzimos as taxas de juros e aumentamos a cota de imóveis usados de 50% para 70%. Os demais financiamentos continuam em 80%. Temos demanda e taxas de juros competitivas. O prazo de financiamento pode chegar a 35 anos. Acredito que esse 1 bilhão serão consumidos rapidamente”, afirmou.

Nelson Antônio Souza ressaltou que habitação é o principal negócio da Caixa e é o setor que gera mais emprego no país. “Tanto a habitação de mercado, com a fonte de recurso a poupança, como a popular com a fonte de recurso o FGTS. É o setor que mais gera emprego e renda. A Caixa tem 69% do mercado imobiliário brasileiro. Somente para 2018 nós temos R$ 85 bilhões só para habitação, podendo chegar a R$ 100 bilhões”, afirmou.

Empréstimos

O presidente da Caixa falou sobre a polêmica envolvendo os empréstimos Finisa 1  e 2 contratos com o Estado e garantiu que tudo está sendo feito dentro dos cronogramas do banco.

“São 2 contratos. No Finisa 1 liberamos 307 milhões, esse precisaria ter a prestação de contas como qualquer outro contrato. Só que nesse intervalo foi contratato o Finisa 2 e como a prestação de contas do primeiro está em andamento, vinculou-se que um contrato tinha a ver com o outro. Isso subiu ao STF e o ministro Facchin acionou a Caixa e a conclusão dele é que não existia vinculação do 1 ou com 2”, explicou.

Os recursos do Finisa 2, por exemplo, no valor de R$ 315 milhões, devem ser liberador em 5 dias, justamente atendendo a uma decisão do STF.

 

Fonte: Hérlon Moraes / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Homem é preso suspeito de estuprar criança de 10 anos no PI; Veja!

Junior Oliveira

Aprovado em mais de 30 concursos é preso no Piauí por fraude em Tocantins

Junior Oliveira

Amamentação: nutricionista explica a importância do aleitamento materno

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais