22.7 C
Piauí
24 de maio de 2019
Cidades em Foco
Geral Política

Progressistas seguem na base e Ciro Nogueira fala em ser candidato em 2022

Atualizada às 10h39

Chegou ao fim a reunião dos Progressistas. Os nomes do partido que participarão do novo secretariado irão tomar posse nesta segunda-feira (06). Apesar de permanecer no governo, Ciro não esconde a insatisfação com a forma como as negociações foram feitas.

“Reunião de avaliação. Ninguém vai negar. Vamos relatar todas as conversas e unificar o discurso do partido. Estamos ao lado do governador desde 2014, não por cargos, mas por acreditar em um projeto político. Permanecemos com cargos por escolha do governador”, disse.

Segundo o senador, os cargos do Progressistas foram da escolha do governador. Ele diz afirmar que o partido esperava que fosse uma indicação do partido. “Sempre falamos que o governador tem o direito de escolher independente de indicação de partidos. O Mainha foi convidado e vai conversar com o governador antes de assumir”, afirmou.

Ao ser questionado se a forma como o governador tratou o assunto teria o interesse de dividir o partido, Ciro disse espera que essa não seja a intenção dele.  “Escolha do governador. Desconforto na forma de tratar. Espero que não tenha sido a ideia do governador. Escolha pessoal. O partido se sentirá contemplado se o governador fizer uma grande gestão”, disse.

Ele voltou a afirmar que o partido terá candidato em 2022. Ele chega a dizer que se estiver bem nas pesquisas em 2022 poderá ser o candidato do partido. “O futuro a Deus pertence. O Progressistas terá candidato próprio. Se eu estiver bem nas pesquisas, posso ser o candidato”, disse.

Matéria original

O presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, está reunido com as bancadas do partido na Assembleia Legislativa do Estado, na Câmara Federal e prefeitos para discutir o futuro da sigla no governo. O partido está insatisfeito com o espaço que ocupará no novo secretariado do governador Wellington Dias  (PT).

Nestes momento, participam do encontro os deputados estaduais Júlio Arcoverde, Hélio Isaías, Firmino Paulo, Lucy, B. Sá Filho e Wilson Brandão. A deputada Margarete Coelho representa a bancada federal. Iracema Portela encontra-se em Brasília e não participa.

O partido reagiu ao veto do governador à indicação do ex-deputado Mainha para a Secretaria de Maio Mabiente. A vaga ficou com a irmã da deputada Margarete Coelho, a jornalista Sádia Castro.

Entre os prefeitos Progressistas estão Júnior Carvalho, de Demerval Lobão; Carmelita Castro, de São Raimundo Nonato, e José Raimundo, de Oeiras.

Apesar das insatisfações, os Progressistas negam a possibilidade de rompimento.

Fonte: Lídia Brito / CidadeVerde

Notícias relacionadas

‘Lula não é inocente de nada! O Lula é um merda’, esbraveja Ciro Gomes

Junior Oliveira

Filho do prefeito de Araripina é sequestrado em frente à Faculdade, no Ceará

Junior Oliveira

Cura de câncer pode ser novo milagre atribuído a Dom Inocêncio no Piauí

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais