27.3 C
Piauí
14 de julho de 2020
Cidades em Foco
Destaque Economia Geral

Projeto incentiva avicultura e horticultura em comunidade de Dom Expedito Lopes

A Comunidade Sitiozinho,  localizada no município de Dom Expedito Lopes, no Território do Vale do Guaribas, é beneficiária do Projeto Viva o Semiárido (PVSA), executado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria da Agricultura Familiar (Saf), com apoio do Fundo Internacional do desenvolvimento Agrícola (Fida).

O Projeto apoia a produção em avicultura e horticultura , por meio da Associação de Moradores e Produtores Rurais de Sitiozinho e inclui a construção de sistema alternativo de criação de aves, aquisição de ração, Kit de Irrigação e equipamentos diversos, além de assistência técnica, beneficiando 28 famílias. O valor total do investimento é da ordem de R$219.618,37.

Segundo José Oliveira, coordenador da URGP ( unidade regional  de Picos), a comunidade  vem  se destacando na atuação do projeto de avicultura  e horticultura : “O destaque em Sitiozinho é visível, eles já tinham experiência na horticultura e com a implantação do projeto, houve uma ampliação e aprimoramento nas atividades, pois os agricultores e agricultoras estão adquirindo e  aprofundando conhecimentos e como consequência, aumentaram a produtividade e a renda, se destacando no cenário local e regional” pontua o coordenador.

Edgar de Souza, a esposa e 3 filhos vivem na comunidade Sitiozinho  e afirma que está muito satisfeito com o Projeto: “ estamos indo muito bem com a horticultura, a fruticultura e por enquanto temos quase 450  aves, mas queremos melhorar mais a produção”, frisou o agricultor que também vive da comercialização de castanhas.

Segundo o técnico da URGP, Eberson Martins de Oliveira, a implantação do projeto para famílias da Sitiozinho,  é fruto de uma busca da  própria  comunidade, por meio deste novo modelo de executar projetos através de associações e cooperativas: “Eles conseguiram aprovar o projeto e vem executando com êxito. A comunidade já se destaca pelo nível de organização que  é tradicional e já têm um trabalho desenvolvido em cima do associativismo. Um povo muito empreendedor e nós que compomos a equipe territorial junto com as empresas de  assessoria técnica sistemática não   tivemos problemas em implantar o projeto. Eles já tinham um certo mercado no segmento da horticultura, mas a outra atividade que entrou através do Viva o Semiárido, a avicultura, vem ganhando destaque a nível da região e municípios, pois com a nova produção estão comercializando ovos, além de ser uma atividade casada, pois o excedente serve de alimento para as aves, fazendo q o projetos se torne cada vez mais sustentável” O técnico ressaltou que os produtos  da horticultura da comunidade são agroecológicos, melhorando assim a qualidade da alimentação de quem produz e de quem  compra, bem como a importância do consumo de proteína de aves e ovos.

O Superintendente do desenvolvimento rural e coordenador do PVSA no Piauí , Francisco das Chagas Ribeiro ressalta, que a comunidade tem características produtivas bem fortes e que é muito diversificada ,com o cultivo de caju, mandioca e beneficiamento da raiz , bem como a revitalização da cultura de plantio do alho. “Principalmente pelo volume que conseguem produzir e comercializar. A comunidade também é beneficiada pela localização, no pé de uma serra, que favorece o comércio e gera renda para cerca de  1000 pessoas que estão envolvidas direta e indiretamente. Estes fatores e, principalmente a garra, a capacidade de trabalhar e produzir, fazem de Sitiozinho uma comunidade diferenciada, sem dúvida um dos melhores projetos produtivos do PVSA na região.

Fonte: Ascom

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais