25.2 C
Piauí
20 de agosto de 2022
Cidades em Foco
GeralSertão do Inhamuns em Foco

‘Queremos uma grande classe média rural’, diz ministra da agricultura no PI

Durante a apresentação do Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba nesta quinta-feira (14), em Teresina, a ministra da agricultura, Kátia Abreu, disse que o desafio da iniciativa é formar uma grande e sólida classe média rural. Segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), atualmente 94% dos produtores de toda essa região, que envolve 31 cidades do Piauí, são pobres ou muito pobres e são responsáveis por apenas 14% da riqueza.

 

“Vamos atuar de forma a criar politicas públicas que aumentem a renda, emprego e qualificação profissional dos pequenos e médios produtores rurais. Devemos fazer uma força tarefa entre todos os governadores; os produtores precisam se organizar para ganhar competividade”, falou a ministra.

O lançamento oficial da Agência de Desenvolvimento Matopiba, que reúne áreas dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, ocorreu no auditório do Centro Integrado de Reabilitação (Ceir), no bairro Ilhotas, Zona Sul de Teresina. Segundo a ministra, o plano tem como objetivo impulsionar o desenvolvimento econômico das regiões de forma sustentável e integrada.

Para chegar ao objetivo, o Plano de Ação vai trabalhar três eixos fundamentais: infraestrutura com estradas, armazenagem, hidrovias e energia; inovação e tecnologia com pesquisas focadas na área agropecuária de cada região; e fortalecimento da classe média no campo por meio de políticas públicas.

“Precisamos de vias de transportes em condições de uso para escoar toda a produção. Ao mesmo tempo, o plano vai fortalecer pesquisas adaptadas para cada região com o objetivo de dobrar o triplicar a produção agrícola. Entratanto, nada disso será possível sem a formação de profissionais capacitados na operação de novos equipamentos do campo”, afirmou a ministra.

Governado do Piauí, Wellington Dias (PT) (Foto: Pedro Santiago/G1)Também presente na cerimônia, o governador do Piauí, Wellington Dias, enalteceu a iniciativa e disse que a Agência de Desenvolvimento Matopiba tem todos os mecanismos para alavancar o desenvolvimento da área. “Significa um conjunto de investimentos necessários para tornar a produção agrícola do Piauí mais competitiva e ainda incluir os pequenos produtores”, disse.

Segundo Evaristo de Miranda, autor de estudo do Matopiba, a produção do Piauí passou de cinco mil toneladas de grãos em 1993, para mais de um milhão de toneladas em 2011.

“Esse resultado impressionante do estado ajudou o Nordeste a ultrapassar, pela primeira vez na história, a produção agrícola da região Sudeste. Entretanto, a região do Matopiba é feita por ilhas de prosperidades em meio a um mar de pobreza. O desafio é incluir a maioria dessas pessoas no mercado de produção”, disse Miranda.

 

Fonte: G1

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais