22.5 C
Piauí
14 de agosto de 2020
Cidades em Foco
Destaque Educação Geral

Sem aula presencial, Uespi deve iniciar ensino remoto em agosto

Foto reprodução

O pró-reitor de Administração da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Pedro Soares, afirma que o Comitê Gestor da Crise está estudando a situação de forma a “amenizar ao máximo os efeitos da pandemia sobre a classe discente, que está sem aula desde o mês de março”. A expectativa é para o retorno com aulas remotas em agosto, mas nada confirmado.

“Nós estamos em uma etapa que já deliberamos por um retorno remoto, a exemplo da Universidade Federal do Piauí e do Instituto Federal do Piauí. Estamos olhando bem distante um retorno presencial”. Por enquanto, o que prevemos é o retorno administrativo já anunciado pelo protocolo do Governo do Estado.

O Governo do Piauí também prevê a retomada das aulas  na rede estadual de ensino em setembro. Sobre isso, Soares destaca que a Uespi goza de autonomia didático-científico, ou seja, pode deliberar a retomada do calendário acadêmico de forma diferenciada das outras redes.

Enquanto as aulas não iniciam, seja de maneira remota ou presencial, o pró-reitor destaca que, neste meio tempo, a instituição busca qualificar e capacitar o corpo docente.  Em relação aos professores, parte está inserido no grupo de risco para a doença, o que compromete ainda mais o retorno presencial.

Pedro Soares também comentou sobre as limitações financeiras de alguns estudantes, principalmente pelo interior do estado. “Isso tem dificultado essa retomada porque quando não lhes faltam equipamentos (computadores, smartphone com qualidade), eles estão localizados em cidades pequenas, longes dos grandes centros, onde a internet é ruim”.

“O que nós temos feitos é buscar junto a Administração Estadual – e o Governo já sinalizou para esse atendimento – condições aos nossos alunos seja através de pacotes, créditos, equipamentos ou mesmo de recursos para que  o aluno adquire a instrumentação necessária para assistir ao ensino remoto”.

Soares elenca outra adversidade. “A gente vê ainda com dificuldade o retorno das aulas presenciais. Nós estamos acompanhando a evolução da pandemia e no momento certo faremos essa retomada”.

“Desde o mês de maio, a universidade já retornou com algumas atividades da pós-graduação através do sistema remoto. Também retorno com projetos de pesquisas e de extensão que os professores desenvolvem ao longo do ano”.

Fonte: Carlienne Carpaso / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais