21 C
Piauí
18 de agosto de 2019
Cidades em Foco
Geral Política

Senador Marcelo Castro tenta acelerar empréstimo do governo federal

O presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senador Marcelo Castro (MDB), declarou nesta segunda-feira (10) que, caso o Congresso não aprove o empréstimo pedido pelo governo federal para pagar as despesas correntes líquidas – quebrando, assim, a regra de ouro –  os benefícios sociais deixarão de ser pagos ainda neste mês.

A entrevista foi dada por telefone à Rádio Cidade Verde. O parlamentar ressaltou que nunca, na história do Brasil, o país precisou pegar empréstimos para pagar as despesas correntes, mas destacou que essa é a única saída para garantir o pagamento dos benefícios.  O valor que o governo está pedindo é de R$ 248,9 bilhões.

“A lógica é bastante pedagógica, a Constituição quer que o país, quando for se endividar, se endivide no sentido de criar novas estruturas, melhorar o país, para crescer, desenvolver, gerar mais riqueza e, a partir disso, poder pagar o empréstimo. Mas, infelizmente o Brasil está numa situação tão crítica que chegamos a esse ponto. Se não pegar o empréstimo, ainda esse mês, vamos atrasar benefícios que estão no PLN, que é o caso do BPC, que atende pessoas com deficiência e idosas que não têm meios para sobreviver”, enfatizou o senador

Marcelo Castro.

Há dois dias, o presidente Jair Bolsonaro alertou para essa possibilidade. Ele disse que se esse Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) não for aprovado, o governo terá de suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. “Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, Pronaf, Plano Safra…”, acrescentou o presidente.

Marcelo Castro afirmou que nesta terça-feira (11), haverá uma reunião na CMO para aprovar o PLN. “Depois disso, a gente leva para o Congresso, que o Davi Alcolumbre [presidente do Senado], já convocou para amanhã à tarde. Esperamos resolver amanhã”, completou o parlamentar.

Notícias relacionadas

No Piauí, filho encontra mãe morta na cozinha de casa; marido é suspeito do crime

Junior Oliveira

Papa diz que corrupção vicia e gera pobreza, exploração e sofrimento

Junior Oliveira

Suspeito de assassinar gerente da Moto Moura em Picos foi preso em Alagoinha

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais