32.4 C
Piauí
29 de janeiro de 2020
Cidades em Foco
Geral Política

Sílvio diz não ter mágoas de Firmino, mas analisa convites da oposição

O ex-prefeito Sílvio Mendes (sem partido) garantiu nesta sexta-feira (10) que não tem mágoas ou desavenças com o prefeito Firmino Filho (PSDB), apesar de analisar a possibilidade de ser candidato a prefeito de Teresina pela oposição. Na quarta-feira (10), ele esteve na casa do ex-senador João Vicente Claudino (PTB) e voltou a ser convidado para formar uma chapa com o petebista.

“Não existe nenhuma mágoa. Pelo contrário, a relação é boa, temos conversado com uma certa frequência. Agora ele está viajando, mas ele vem muito na minha casa. Conversamos várias vezes. Não tenho problema com ninguém. Nem com a oposição não tenho. Na oposição eu tenho muitos amigos.  O Dr. Pessoa, por exemplo, somos amigos de longas datas. Eu tenho uma boa relação com o Fábio Abreu. Me dou bem com todos. Não faço política marcando território dizendo quem é ou não do meu lado. Desejo o bem da cidade e em nome dela essa relação é adequada”, destacou.

João Vicente já declarou que deseja ser vice em uma chapa encabeçada por Sílvio. Apesar do convite ter sido reforçado, Sílvio afirma que analisa e diz priorizar o que for melhor para Teresina.

“É verdade que tive uma conversa com João Vicente. Uma conversa longa de dois amigos que não se viam há muito tempo. E dentro essa conversa cumprida veio a história política falando de Teresina. A preocupação maior que temos é com a cidade. Não é que ele tenha feito um convite, mas disse que aceitaria irmos juntos se a minha decisão fosse ser candidato”, disse.

Sobre os convites da oposição, Sílvio diz acreditar que são mais pelo fato de serem questões de amizade. Ele afirma que possui uma boa relação com nomes de todos os partidos e que isso resultaria nos convites.

“Eu fico contente com essas manifestações. Mas são muito mais de uma relação de amizade pessoal. Isso é muito mais importante do que a própria questão política. É tempo de conversar, ouvir e refletir para tomarmos uma decisão que seja boa para todo mundo. E uma decisão boa para todo mundo é quando todos ficam satisfeitos, principalmente, a cidade. Não tem nada além disso. Não vamos querer construir nada mais do que isso. Por enquanto é isso. É um relacionamento de amizade e de respeito. Eu sou grato a Júlio César, a manifestação do Elmano Férrer agora que eu não sabia. A surpreendente manifestação  do João Vicente Claudino.  Acho que tinha dois anos ou mais que nem me encontrava com ele. São pessoas da minha estima. Eu acredito os convites a isso”,  afirmou.

Quando questionado se aceitaria ser candidato pela oposição, o ex-prefeito de Teresina se limitou a falar das amizades. “Tenho muitos amigos na oposição”, disse.

Fonte: Lídia Brito / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais