24.2 C
Piauí
25 de junho de 2022
Cidades em Foco
Geral Polícia

STJ nega relaxamento da prisão de prefeito acusado de matar a esposa

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou, na tarde desta quinta-feira (18), o pedido de relaxamento da prisão do prefeito de Lagoa do Sítio, José de Arimateia Rabelo, mais conhecido como Zé Simão. O julgamento aconteceu na sexta turma do STJ. O relator do habeas corpus foi o ministro Sebastião Reis Júnior.

 

O gestor é acusado de ser o autor do tiro que matou a primeira-dama Gercineide Monteiro, de 34 anos, em fevereiro deste ano. Segundo a polícia, a empregada do casal, Noêmia Maria da Silva, teria participação no assassinato por ter escondido a arma do crime.

De acordo com o STJ, os dois são investigados por homicídio duplamente qualificado pelos agravantes de vítima indefesa e motivo fútil.

IMG-20150610-WA0006

O prefeito está preso na Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter), e Noêmia, na Penitenciária Feminina.

Entenda o caso
Zé Simão e Noêmia são acusados de assassinar, no dia 10 de fevereiro, a primeira-dama Gercineide de Sousa Monteiro Rabelo com um tiro na cabela. Noêmia trabalhava na casa de Zé Simão e Gercineide há cinco anos. No dia 11, os dois foram presos.

Os delegados Carlos André e Lucci Keiko finalizaram o inquérito e encaminharam para o Ministério Público indiciando o prefeito e a doméstica por homicídio qualificado.

 

 

Com informações Hérlon Moraes / Cidade Verde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais