27.9 C
Piauí
17 de outubro de 2021
Cidades em Foco
Geral Polícia

Suspeito de ajudar jovem a matar o ex-namorado na saída de motel é preso no Piauí

Suspeita e vítima um dia antes do crime em Altos, no Piauí — Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (24) Denis Carlos Baldez Nunes Rocha, suspeito de participar da morte de Johonigelison Feitosa de Oliveira. A vítima foi baleada com um tiro na cabeça na saída de um motel na cidade de Altos, Norte do Piauí, em agosto deste ano.

A suspeita do disparo, identificada como Sara Niele Pessoa dos Santos, foi presa horas depois do crime em casa e confessou o crime. Ela teve a prisão preventiva decretada durante audiência de custódia e encontra-se presa na Penitenciária Feminina de Teresina.

De acordo com as investigações, Denis é atual namorado de Sara e ajudou a suspeita a cometer o crime. Ele foi apontado como o piloto da moto, que levou a suspeita até a saída do motel.

“O juiz da comarca de Altos expediu o mandado de prisão nessa quinta-feira (23) e hoje fomos prender o suspeito. Ele foi encontrado em casa, no Planalto Uruguai, Zona Leste de Teresina”, informou o chefe de investigação do 14º Distrito Policial, Henrique Araújo.

Denis Carlos foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Teresina e em seguida será transferido para o sistema prisional.

Segundo o chefe de investigação, o inquérito policial foi concluído e indiciou Sara Niele e Denis Carlos pelo homicídio de Johonigelison.

Suspeita foi identificada por testemunha

Sara Niele foi presa após ser identificada por uma testemunha que estava com a vítima no momento do crime. Segundo a Polícia Civil, ela chegou a negar a participação ao ser localizada, mas logo confessou o crime.

O chefe de investigação do 14º Distrito Policial, Henrique Araújo, contou que Johonigelison e a suspeita terminaram o relacionamento de cerca de 20 dias, mas a mulher não aceitava o fim do namoro, o que motivou o crime. Desde então, a mulher passou a ameaçar o ex-namorado.

De acordo com Polícia Civil, a suspeita ligou para a Johonigelison e perguntou onde ele estava. O jovem afirmou que estava no motel. A mulher foi até o local e aguardou a vítima na porta.

 Johonigelison Feitosa de Oliveira foi morto com um tiro na cabeça em Altos, no Piauí — Foto: Reprodução

Johonigelison Feitosa de Oliveira foi morto com um tiro na cabeça em Altos, no Piauí — Foto: Reprodução

Conforme a polícia, a suspeita do crime foi reconhecida por testemunhas e pela acompanhante de Johonigelison, que estava na garupa da moto e que conseguiu fugir.

“Tudo indica que ela chegou em uma moto pilotada por outra pessoa, ficou esperando ele sair do motel, perseguiu o ex-namorado por 100 metros e deu o tiro que atingiu a cabeça da vítima”, contou o agente Tiago, do 14º Distrito Policial.

A atual companheira de Johonigelison contou detalhes do crime à polícia. Segundo ela, o jovem mandou uma foto de onde estava para a ex-namorada.

“O jovem estava com a atual companheira na pousada. A testemunha relatou que a vítima estava recebendo várias mensagens e ligações de uma mulher, que então Johonigelison respondeu onde estava e mandou uma foto. A testemunha contou que ao sair da pousada, eles foram parados por um casal em uma moto, e uma mulher de cabelo vermelho foi em direção da vítima e atirou. No momento do crime, a suspeita ainda disse: ‘Eu não te disse que tu me pagava’?”, revelou o policial.

A Polícia Militar informou que o crime ocorreu por volta das 2h30. “Nossa guarnição encontrou o jovem caído, com um ferimento na cabeça e uma motocicleta ao lado do corpo. Nós acionamos o Samu, que constatou o óbito, e então chamamos a perícia e o IML [Instituto Médico Legal]”, informou o major Genival, subcomandante do 21° BPM de Altos.

Suspeita confessou o crime

A suspeita do crime foi encontrada em casa, no bairro Maravilha, por volta das 10h. Conforme a polícia, no momento da prisão a mulher entrou em contradições em alguns momentos, mas acabou confessando o crime.

“No primeiro momento, a suspeita falou que não conhecia Johonigelison e muito menos havia saído esses dias. A equipe de investigação mostrou a foto dela com a vítima, tirada um dia antes do crime, então ela apresentou uma nova versão, contando que conheceu o rapaz no fim de semana e por acaso passou com o namorado próximo ao local do crime”, comentou o chefe de investigação.

Na delegacia, a jovem de 20 anos foi reconhecida pela testemunha como sendo a autora do disparo que vitimou Johonigelison Feitosa. Ao ser dada voz de prisão, a suspeita confessou que conhecia o rapaz e que havia saindo com ele sexta e sábado.

“Ela contou ter visto nas redes sociais o ex com uma mulher e que havia mandado uma mensagem no domingo momentos antes da morte e o rapaz respondeu onde estava. A suspeita chamou o seu atual namorado e foi atrás de Johonigelison, cometendo o crime em seguida”, revelou o policial Henrique Araújo.

Fonte: G1-PI

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais