24.1 C
Piauí
21 de março de 2019
Cidades em Foco
Geral Internacional

Temer reúne ministros para discutir greve dos caminhoneiros que não aceitam redução

Antes de viajar para Porto Real (RJ) e Belo Horizonte (MG), o presidente Michel Temer coordena nesta quinta (24), a partir das 8h45, no Palácio do Planalto, reunião para discutir o impasse em torno dos preços dos combustíveis. A conversa ocorre no dia seguinte ao anúncio da Petrobras de redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. No Piauí, os caminhoneiros já se mostraram contrários a essa possibilidade e pedem uma redução mais satisfatória no valor do diesel. 

Temer convocou para a reunião os ministros Eduardo Guardia (Fazenda), Moreira Franco (Minas e Energia), Valter Casemiro (Transportes, Portos e Aviação), o presidente da Petrobras, Pedro Parente, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

Com a decisão de ontem (23) da Petrobras, o governo espera conseguir negociar com o movimento dos caminhoneiros, que hoje atinge o quarto dia de greve, paralisando o abastecimento de vários setores no país. Os caminhoneiros se queixam do preço final do diesel.

Trégua

Após a reunião do presidente Temer com os ministros, a previsão é de que outra conversa ocorra ao longo do dia. Será a vez de os ministros se reunirem com as lideranças dos caminhoneiros, a exemplo do que ocorreu ontem, no Palácio do Planalto. O objetivo é conseguir um acordo para encerrar a paralisação e acabar com o bloqueia das rodovias e a ameaça de desabastecimento em vários setores.

Porém, líderes dos caminhoneiros disseram ontem que o anúncio da Petrobras, de redução de 10% do preço do diesel por 15 dias, não resolve e que, assim, a paralisação continuará.

Os transportadores autônomos reivindicam a isenção total dos impostos federais que incidem sobre os combustíveis para encerrar a paralisação.

Impactos  

A Petrobras avalia que, a partir da medida, a redução média será de R$ 0,23 por litro nas refinarias, resultando numa queda média de R$ 0,25 por litro nas bombas dos postos de combustível.

A diminuição do preço deve ser maior para o consumidor, porque o imposto incidente acabará sendo menor.

O custo do combustível nas refinarias será de R$ 2,1016, valor fixado para os próximos 15 dias. Ao fim do período, a tarifa será corrigida de forma progressiva até voltar a operar de acordo com a política de preços adotada pela estatal.

Piauí

Os protestam começaram no Piauí na terça-feira (22) e seguem por tempo indeterminado. “Nós estamos sem condições de manter nossas atividades funcionando. Nós sabemos que isso só é uma questão de estratégia. O que vai adiantar a aceitar uma redução de 10% se ele aumentou o valor de 56%,ainda mais com o prazo de 15 dias. Ficou claro que é uma tentativa de recuar a manifestação dos caminhoneiros”, comentou um dos manifestantes em entrevista ao Notícia da Manhã.

A paralisação dos caminhoneiros já deu os primeiros sinais na entrega de produtos pelas transportadoras, por exemplo: grandes empresas que trabalham com a venda online de produtos já estão informando aos clientes o atraso da entrega; a Infraero já alertou que algumas companhias poderão ter voos cancelados por causa da falta de combustível.

O aeroporto Senador Petrônio Portela, em Teresina, tem combustível apenas até esta sexta-feira (25). Caso não seja reabastecido, em razão da mobilização dos caminhoneiros, existe o risco de que o aeroporto feche para pousos e decolagens. A informação consta do relatório do Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago) divulgado nesta quarta-feira (23), em Brasília

 

Carlienne Carpaso
Com informações da Agência Brasil Brasília

Notícias relacionadas

Cabo da Polícia Militar morre em acidente na BR-316 entre Timon e Caxias

Junior Oliveira

TCE divulga lista de gestores ficha suja para Justiça; Veja relação!

Junior Oliveira

Piauí e Maranhão ‘brigaram’ para saber quem é ‘dono’ do terremoto

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais