29.9 C
Piauí
6 de fevereiro de 2023
Cidades em Foco
GeralPiauí

Terceiro episódio da Viagem da Independência resgata movimentos libertários no Piauí; assista

Foto: Arquivo Pessoal

O especial “A Viagem da Independência” exibido nesta terça-feira (24) pela TV Cidade Verde esteve em Oeiras, Piracuruca e Lisboa e mostrou documentos inéditos que relatam a luta dos piauienses no processo de independência do Brasil.

O terceiro episódio contou sobre a adesão de Oeiras ao movimento da independência e de dois personagens, o Brigadeiro Manoel de Sousa Martins e do piauiense Leonardo de Carvalho Castelo Branco que foram importantes nomes no processo de libertação da Coroa portuguesa.

Para falar sobre o Visconde da Parnaíba, ou de Manoel de Sousa Martins, Neyara Pinheiro conversou com o promotor de justiça e historiógrafo, Carlos Rubem, e visitou o centro histórico de Oeiras e o casarão do Brigadeiros, onde atualmente abriga vários comércios.

O Brigadeiro Manoel de Sousa Martins foi o líder do movimento do dia 24 de janeiro de 1823 que estabeleceu um anova ordem política em Oeiras.

Na primeira capital do estado, Neyara Pinheiro também esteve no Centro Cultural Major Selemérico, um sobrado construído em 1845 que chegou a ser sede do governo do Piauí.

O especial conversou ainda com o professor Junior Viana que falou sobre a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, local onde o corpo do Brigadeiro Manoel de Sousa Martins está enterrado e sobre o ataque a Casa da Pólvora, o principal símbolo do poder da Coroa Portuguesa em Oeiras.

Outro personagem importante no movimento de independência do Brasil foi o piauiense Leonardo de Carvalho Castelo. O poeta e filósofo liderou a adesão de Piracuruca, pouco antes de Oeiras, em 22 de janeiro de 1823.

Em Piracuruca, a TV Cidade Verde esteve na igreja matriz, construída em 1743, palco desse importante momento histórico do Piauí e conversou com o professor Fonseca Neto.

Para contar sobre a história de Leonardo de Carvalho, Neyara Pinheiro viajou até Portugal e visitou a Torre do Tombo, onde teve acesso a documentos inéditos sobre a prisão do piauiense, da sua súplica por liberdade, além de cartas e ofícios.

No Arquivo Histórico Ultramarino, o especial entrevistou a diretora Ana Canas e mostrou os arquivos enviados pela Junta de Governo do Piauí reconhecendo a aclamação de Pedro I e do relato do major Fidié sobre o embate da Lagoa do Jacaré.

Voltando para Piracuruca, Neyara Pinheiro foi em busca da Lagoa do Jacaré, local do primeiro embate das tropas portuguesas contra o povo brasileiro. A jornalista conversou com o agricultor Lino de Sampaio Brito que apontou a localização da lagoa.

Fonte: CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais