22.2 C
Piauí
2 de julho de 2020
Cidades em Foco
Geral Política

Vereador deixou veículo momentos antes de acidente que matou prefeito e vice

O vereador Luiz da Rocha Soares (PROS), Luizinho, contou ao Cidadeverde.com que momentos antes estava no veículo envolvido em um grave acidente na noite de ontem (13) na PI-140, entre Canto do Buriti e Pajeú do Piauí (407 km de Teresina). Morreram na hora o prefeito e o vice de Pajeú, Juscelino Mesquita dos Reis, 60 anos, e José Eduardo Gonzaga de Carvalho, 54 anos. O vereador conta que por sorte não estava no mesmo carro.

“Estávamos em visitas de campanha pela cidade e íamos a Canto do Buriti, porque lá moram muitas famílias que votam em Pajeú. Antes de sair, eu sabia que teria que voltar logo, porque precisaria passar no banco. Eles pediram que eu esperasse, mas preferi ir no meu veículo. Depois da visita, saí de Canto do Buriti cerca de 10 minutos antes deles e já cheguei em Pajeú com a triste notícia”, contou.

Inicialmente, a informação que chegou para a população foi de que o vereador havia morrido no acidente.

“Como eu estava antes no carro com eles, acharam que eu tinha morrido. Foi por sorte, um momento mesmo que me fez ir sozinho no meu carro. Eu sequer vi o acidente, estava bem adiantado na estrada”, disse.

O vereador destacou que a cidade está em choque e que será decretado luto oficial pela perda. Os corpos estão sendo velados nas residências das vítimas e, depois, seguirão para o ginásio poliesportivo da cidade para um último momento de despedida. Na cidade há dois cemitérios e o presidente e o vice serão sepultados em cada um deles.

O atual presidente da câmara, José Pereira dos Santos (PSB), assumirá a prefeitura da cidade. As vítimas concorriam à reeleição, assim como o vereador. Havia somente mais uma chapa na disputa para a prefeitura da cidade e a coligação das vítimas poderá indicar mais dois nomes.

Os dois eram casados e o prefeito deixa cinco filhos. Já o vice era pai de dois rapazes.

Oposição lamenta acidente

O candidato a vereador pela oposição, o conselheiro tutelar Rosálio Pereira da Silva (PSB), disse que a cidade está em choque. “Foi uma fatalidade. A gente é adversário, mas não é inimigo. A gente nunca espera que vai acontecer. Somos 24 candidatos aqui na cidade fazendo corpo a corpo, na mesma batalha, poderia acontecer com qualquer um de nós. Que Deus conforte à sua família”, declarou Rosálio Pereira.

O conselheiro faz parte da coligação “O povo unido para Pajeú voltar a crescer”, que tem como candidato majoritário Francisco das Chagas de Sá Cabedo (Chico Cabedo) também do PSB.

 

Fonte: Maria Romero e Caroline Oliveira / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais