28.1 C
Piauí
25 de março de 2019
Cidades em Foco
Esportes Geral

Voto do Brasil para a Copa 2026 gera mal estar internacional. E quase sobra para o Piauí

Ampliada às 11h36

A viagem para a Rússia deveria ser tranquila. Mas surgiu uma treta. E um dirigente do Piauí acabou envolvido indiretamente, mesmo que aparentemente não tenha nada a ver com a história.

Tudo começou ontem (13), em Moscou, no congresso da Fifa. A reunião escolheu a candidatura conjunta de Estados Unidos, México e Canadá como sede da Copa do Mundo de 2026.

Havia um acordo para que os países da América do Sul votassem nessa candidatura. Mas o voto do Brasil foi para o Marrocos.

Coronel Nunes, que preside a CBF desde o dia em que a Fifa baniu Marco Polo del Nero para sempre do futebol, afirmou que não votou, passou a bola para um dos delegados.

Estão na Rússia como delegados os presidentes das federações de Pernambuco, Evandro Carvalho, e do Piauí, Cesarino Oliveira.

Em reportagem de Fábio Aleixo, Camila Mattoso e Sérgio Rangel para a agência Folhapress, que produz conteúdo sobre o mundial na Rússia para o Cidadeverde.com, Cesarino disse que não votou. E ainda desmentiu Coronel Nunes:

– Ele votou errado. Estávamos alinhados para votar nos EUA, mas ele se enganou.

Ontem, Nunes, 80 anos, havia dito o seguinte:

– Não fui eu que votei. Dei para um de nossos delegados votar. Mas eu votaria mesmo no Marrocos. Ainda não teve Copa do Mundo lá, era uma chance para eles.

E a cartolagem brasileira, que já estava com filme queimado no cenário internacional, parece perder os poucos apoios que teria em uma reaproximação.

México e Estados Unidos viram o voto do Brasil com estranheza.

Claudio Tapia, da federação argentina, foi mais duro e falou em traição. 

– Nos reunimos e não me parece bem quando um homem se compromete a algo e não cumpre. Sempre que me comprometi, segui a decisão. 

Cesarino Oliveira certamente tinha outros planos quando viajou para a Rússia. Agora, terá de evitar ser usado como bode expiatório dessa confusão internacional. Até porque, é muito fácil por a culpa no “Piauí”.

Fernando Sarney, que é vice-presidente da CBF, já saiu dessa. Nesta quarta-feira (14), se juntou aos países vizinhos e criticou o voto de Nunes.

 

Fonte: CidadeVerde

Notícias relacionadas

Uespi de Picos ofertará vagas nos cursos de Direito, Biologia e Pedagogia

Junior Oliveira

Corpo de primeira-dama é velado no interior do Piauí; laudo sobre morte sai em 15 dias

Junior Oliveira

Pepino combate o ressecamento da pele, é antioxidante e retarda o envelhecimento

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais