24.2 C
Piauí
25 de junho de 2022
Cidades em Foco
Destaque Geral

Wellington Dias aciona embaixada do Brasil para resgatar atleta piauiense na Ucrânia

Foto: arquivo pessoal

O governador Wellington Dias (PT) acionou nesta terça-feira (1) a embaixada do Brasil na Ucrânia para que seja agilizado o retorno ao país da atleta piauiense Kedma Laryssa Santos Araújo, de 20 anos. Ela e mais duas brasileiras que jogam no time de futebol Kryvbas Women estão em um hotel na cidade de Kryvyi Rih, localizada no Sudeste da Ucrânia.

De acordo com o governo do Piauí, neste momento está sendo enviado um ofício ao presidente da República, Jair Bolsonaro, à embaixada brasileira, e a Casa Civil, com os dados das três atletas brasileiras. Desde o início da guerra elas estão em um hotel sendo orientadas pela federação de futebol e o próprio clube.

Na manhã desta terça, o coronel Leandro de Melo Castelo Branco, do gabinete militar da governadoria do Piauí, entrou em contato com Kedma, que relatou a situação das atletas.

Segundo as informações repassadas pela atleta ao governo do estado, um dos pontos de saída da cidade é uma estação de trem que fica a uma hora de carro de onde as brasileiras estão.

“A informação que ela tem é que a estação não está fazendo o embarque neste momento e que teria que se arriscar e aguardar na estação sem qualquer previsão. Ela nos informou que a cidade onde está ainda não tem barulho de bombas, mas se ouve sirenes que são acionadas para a segurança dos moradores”, relatou o coronel.

Segundo o coronel, uma segunda opção para se chegar a fronteira mais próxima, no caso a da Moldávia, é um percurso de 8 horas considerado arriscado, já que no caminho teria que passar por cidades que registram bombardeios.

O secretário de governo, Osmar Junior, já está providenciando a documentação da atleta junto aos órgãos competentes para agilizar o retorno dela e das outras duas brasileiras, identificadas como Gabriela Zidoi Melo dos Santos (Espírito Santo) e Lidiane de Oliveira (São Paulo).

No oficio, o estado de Piauí se mobiliza para ajudar no que for preciso no translado das três atletas.

Kedma se mudou para a Ucrânia em agosto de 2021, após sair do clube Tiradentes.

Fonte: Yala Sena e Hérlon Moraes / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais