33.4 C
Piauí
27 de janeiro de 2021
Cidades em Foco
Geral Política

Wellington Dias busca diálogo com Firmino e diz que criticas são eleitorais

O governador Wellington Dias (PT) reagiu às criticas do prefeito Firmino Filho (PSDB) com relação ao atraso dos repasses do cofinanciamento da Saúde. O tucano chegou a afirmar que o governo tentava aplicar um “calote” ao propor parcelamento do pagamento da divida.

Wellington Dias afirma que as críticas são eleitoreiras. Ele afirma que falou com o prefeito para explicar a situação.

A dívida para os municípios chega a R$ 140 milhões. Só para Teresina, a divida é de R$ 30 milhões. Com o parcelamento, os municípios irão receber os recursos em 25 meses.

“Lamentavelmente o debate eleitoral acirra essa questão. Não vejo outra explicação. É a danada da eleição se metendo no assunto que nada tem haver”, disse.

Wellington Dias explicou ainda que as dívidas veem de governos anteriores.

“Vejo com estranheza. Ele (Firmino Filho) e todos sabem que o estado nunca cogitou sobre uma situação impossível de acontecer. Tivemos dificuldades e nunca esquecemos. Quantos estados brasileiros ainda encaram, trabalham e pagam o cofinanciamento? Nos últimos anos  pagamos para Teresina cerca de R$ 150 milhões. Primeiro foi necessária uma negociação em relação a valores atrasados que vem desde antes de eu assumir. Não tive condições de seguir pagando o parcelamento feito. Eu agradeço os prefeitos que aprovaram e nos permitem as condições já de regularizar ainda em janeiro. Lamentei muito e fiz questão de dizer diretamente ao prefeito. Nesse caso não houve correção quanto a verdade. Queremos redução de mortalidade infantil, garantir avanço da fila de existe. Assim  como na educação, o estado coloca para os municípios R$ 700 milhões por ano. Queremos a ampliação da rede e qualidade  na rede de educação fundamental  e garantir bons resultados”, destacou.

Fonte: Flash Lídia Brito / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais