37.4 C
Piauí
24 de outubro de 2020
Cidades em Foco
Geral Política

Wellington Dias conclama governadores para criar plano nacional de retomada da economia

Foto: Roberta Aline

A formulação de proposta que englobe todos os setores, tanto público como privado, para a retomada da economia é uma das sugestões que o governador Wellington Dias propõe, em uma carta endereçada ao Fórum dos Governadores do Brasil, enviada neste domingo (20).

Ele conclama os gestores de todos os estados brasileiros a se organizarem para tratar da construção de um plano nacional para a retomada da economia. O documento também foi direcionado à Confederação Nacional dos Prefeitos e aos prefeitos das capitais de todas as unidades federativas.

Segundo Wellington Dias, a iniciativa tem como objetivo formular uma proposta que será debatida também com o setor privado, Congresso Nacional e, posteriormente, com o governo federal. Ele destaca que o país, atualmente, não tem um plano que tenha foco na retomada da economia e integre os setores público e privado. Acrescenta ainda que a extinção do auxílio para que as empresas complementem o salário de seus empregados a fim de evitar demissão, a redução em 50% do auxílio financeiro emergencial e da compensação de fontes importantes para os estados e municípios como FPE, FPM, ICMS e ISS, pode levar o país a uma onda de desemprego.

O governador do Piauí disse que, quando estavam plenamente em vigor, estas ações do governo federal evitaram quedas mais acentuadas da economia e do emprego e permitiram manter os serviços pelos Estados e municípios. Mas, com a extinção e redução destas ações econômicas necessárias, o Brasil poderá entrar em uma onda de desemprego generalizada, aumento de miséria e pobreza. “Exceto alguns em setores como alimentos, exportação, etc., teremos forte queda na economia e varejo. Isto já a partir de outubro e vai piorando até início do ano”, analisa.

“Não estou defendendo que a União sustente estados e municípios para sempre neste patamar, mas devemos ter um plano de medidas anticíclico e permanente que ajude e encoraje o setor privado a manter e ampliar investimentos, atraindo novos negócios”, acrescentou. O chefe do executivo piauiense propôs uma reunião com todos os governadores, representantes de prefeitos e do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal (Consefaz), para fazer uma avaliação técnica e finalizou afirmando que outros países estão realizando iniciativas semelhantes e não há outro caminho para o Brasil sair da crise econômica que vem passando.

Caroline Oliveira
Com informações do Governo do Estado 

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais