24.9 C
Piauí
17 de abril de 2021
Cidades em Foco
Geral Política

Wellington Dias diz que Brasil vive situação vergonhosa e pede à Anvisa aprovação da Sputinik

Wellintgon Dias (PT) - Fotos: Ascom/governodopiaui

O governador Wellintgon Dias (PT) se reúne, na tarde desta terça-feira (6), com a área técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para cobrar a validação do registro da vacina Sputinik V no Brasil.

Dias  celebrou em março deste ano contrato com o Ministério da Saúde e o Fundo Soberano Russo para a compra de 37 milhões de doses da vacina Sputinik. Além dele, mais governadores do Nordeste também adquiriram a vacina.

Assessores técnico do Fundo Soberano Russo participam da reunião. Em vídeo, Wellington Dias, que também é presidente do Consórcio Nordeste, explica que o objetivo é que a Anvisa aprove o uso do imunizante no território brasileiro.

“O objetivo é o cumprimento da  lei brasileira 14.124. Ela autoriza uma aprovação excepcional, diferente da autorização emergencial. Nesta autorização excepcional estabelece muito claramente, já em resolução, resolução 476, deixa claro que não é cabível a cobrança  de outras exigências a não ser a exigência que seja uma vacina aprovada por agência reguladora internacional. Na prática cabe à Anvisa a análise dessa aprovação por uma agência reguladora internacional”, disse o governador.

Wellington Dias voltou a afirmar que o Brasil vive um colapso,  com recordes diários de mortes por Covid-19. O governador defende que a vacinação contra a doença precisa ser acelerada urgentemente.

“O Brasil precisa sair dessa  vergonhosa situação tanto de adoecimento, hospitalização, como colapso  e de óbitos. Queremos diminuir óbitos, queremos salvar vidas e queremos também a vacina Sputinik aprovada”, destacou.

O governador disse, ainda, que a mais de 15 milhões já foram imunizadas com contra a Covid-19 com a Sputinik. “É uma vacina com eficácia comprovada”, acrescentou.

Fonte: CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais